A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) elevou a estimativa para o financiamento imobiliário no país neste ano. O número passou de R$ 224 bilhões, valor divulgado em janeiro, para R$ 238 bilhões.

“Nós aumentamos a estimativa em função da suplementação do Conselho Curador do FGTS”, disse o presidente da Abecip, José Rocha Neto, durante coletiva para comentar os números do financiamento imobiliário via poupança no 1º semestre deste ano. A suplementação foi anunciada pelo Conselho nesta semana.

A estimativa da entidade é de que o crédito com recursos do FGTS suba 32% neste ano, para R$ 82 bilhões.

O principal agente do setor, a Caixa Econômica Federal (CEF), tem utilizado linhas financiadas via FGTS para compensar a menor demanda nas linhas ligadas à poupança, em que os juros estão mais altos diante da queda dos depósitos das cadernetas.

No caso do crédito via poupança, a Abecip estima uma queda de 13% neste ano, para R$ 156 bilhões. Ainda assim, deve ser o terceiro melhor ano do financiamento do SBPE, segundo a entidade.

Veja também:
ADRs da Petrobras (PETR4) sobem após nova política de dividendos

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.