A varejista Marisa (AMAR3) anunciou hoje, segunda-feira (17), que irá fechar 88 lojas até o final deste ano. A medida faz parte do plano de otimização operacional da empresa, que inclui a reestruturação das lojas e a organização interna da companhia. Com a decisão, a Marisa passará a ter um total de 246 lojas distribuídas pelo país.

Conforme divulgado ao mercado em 31 de março de 2023, juntamente com os resultados de 2022, a empresa iniciou a implementação de um plano de otimização operacional, que envolve o fechamento de lojas com desempenho financeiro negativo, a redução de despesas e a negociação com fornecedores.

Inicialmente, o plano previa o fechamento de 92 lojas com resultados financeiros negativos durante o segundo trimestre de 2023. No entanto, a empresa decidiu encerrar um total de 88 lojas, levando em consideração melhorias identificadas em pontos específicos que resultarão em maior eficiência operacional.

A Marisa investiu um montante de R$ 44,5 milhões no encerramento das 88 lojas, o que representa uma redução de 16% em relação ao custo estimado inicialmente. Isso deverá resultar em um potencial captura de EBITDA de cerca de R$ 40 milhões em 2023, ou aproximadamente R$ 60 milhões por ano a partir de 2024.

Além disso, com a redução de despesas, a empresa conseguiu gerar um caixa adicional de R$ 35 milhões por ano. Ao longo do segundo semestre, também serão otimizados os serviços de terceiros e outras despesas, o que possibilitará uma economia adicional de pelo menos R$ 10 milhões por ano.

De acordo com João Pinheiro Nogueira Batista, diretor-presidente e de Relações com Investidores, o processo de renegociação das dívidas com fornecedores já abrangeu cerca de 90% do total de fornecedores e 97% do valor total da dívida com parceiros de revenda. Além disso, mais de 80% dos acordos de aluguel foram renegociados com os proprietários dos imóveis.

Veja também:
Azul anuncia oferta de US$ 800 milhões em títulos de dívida

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.