A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) está preparando mudanças significativas no universo dos fundos de investimento em participações (FIPs), visando democratizar o acesso a esses produtos até o início de 2025. Atualmente restritos a investidores qualificados e profissionais, os FIPs podem em breve estar disponíveis também para investidores varejistas.

Durante uma transmissão ao vivo organizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), Marco Velloso, superintendente da CVM, revelou que os estudos para essas alterações já estão em andamento. A expectativa é que uma audiência pública seja realizada ainda este ano para debater as propostas e ajustes necessários.

Uma das mudanças mais significativas propostas por Velloso é a inclusão dos investidores varejistas no universo dos FIPs. Atualmente, apenas investidores com montantes significativos de recursos têm acesso a esses fundos, mas a nova regulamentação poderá democratizar esse acesso, permitindo que um público mais amplo participe dessas oportunidades de investimento.

Embora a CVM tenha como meta implementar as novas regras até o final de 2024, a viabilidade dessa meta ainda não está garantida. A autarquia está comprometida em conduzir as discussões de forma transparente e eficiente durante a audiência pública, a fim de assegurar que todas as vozes sejam ouvidas e que as regulamentações finais sejam robustas e claras.

Além da inclusão dos investidores varejistas, as mudanças propostas também visam modernizar os FIPs com base em práticas internacionais bem-sucedidas. Isso inclui maior flexibilidade na avaliação das empresas participantes e a possibilidade de alocação de recursos mais expressiva no mercado internacional.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.