Nesta quinta-feira (6), as ações da construtora MRV (MRVE3) sofreram uma queda significativa na Bolsa de Valores (B3). Um comunicado relevante foi divulgado ao mercado às 9h47, o que resultou em uma queda de 2,03% no valor das ações da empresa, que atingiram o preço de R$ 12,53 às 13h50.

Após confirmar a oferta ordinária de 58.640 ações pela manhã, a negociação da construtora foi suspensa até 10h10. Essa oferta tem potencial para arrecadar até R$ 1 bilhão para a empresa, considerando a inclusão de lotes extras.

A MRV tem sido uma das empresas com melhor desempenho na Bolsa neste ano, impulsionada pelo retorno do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal. Desde janeiro, suas ações já se valorizaram em impressionantes 69,35%.

XP mantém recomendação de compra de ações MRV

A MRV&Co apresentou resultados sólidos em suas operações no segundo trimestre de 2023. Destaca-se o aumento de 48% nas vendas líquidas em relação ao ano anterior, indicando uma tendência de alta nos preços e uma capacidade de precificação robusta, de acordo com o relatório da XP.

Além disso, o consumo de caixa consolidado foi de R$ 149 milhões, sendo R$ 78 milhões da MRV e R$ 77 milhões da subsidiária Resia nos Estados Unidos. Esse valor representa uma melhoria significativa em relação ao consumo de caixa de R$ 789 milhões no primeiro trimestre, como mencionado pelo analista Ygor Altero.

Altero afirma que a MRV&Co tem perspectivas de melhoria contínua em sua rentabilidade no futuro. Ele destaca que as atualizações do programa Minha Casa Minha Vida podem ser um fator positivo para a empresa, impulsionando tanto os preços quanto o volume de vendas.

Com base nesses dados, a XP mantém a recomendação de compra das ações da MRV&Co, com um preço-alvo de R$ 17, o que representa um potencial de alta de 41% em relação ao fechamento do pregão anterior na B3.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.