Os principais índices globais encerraram a semana sem uma tendência clara. Os mercados reagiram ao relatório de emprego dos EUA, conhecido como payroll, que apresentou dados mistos.

Em junho, o país criou 206 mil empregos, abaixo das expectativas, o que enfraqueceu o dólar devido ao alívio nas expectativas de uma política monetária mais rigorosa pelo Federal Reserve (Fed).

No cenário nacional, o Ibovespa recuperou as perdas do mês e da semana devido à aprovação da PEC da Reforma Tributária pela Câmara dos Deputados. A Casa legislativa também analisou a proposta do “voto de qualidade” no Carf. Ambas as matérias agora serão avaliadas pelo Senado Federal.

No entanto, o texto do arcabouço fiscal só será votado pelos deputados após o recesso parlamentar, em agosto.

O Ibovespa encerrou o dia com alta de 1,25%, atingindo 117.425 pontos. Ao longo da semana, o índice acumulou ganhos de 0,69%.

O dólar comercial encerrou o dia a R$ 4,8659, registrando uma queda de 1,30%. Apesar disso, a moeda americana encerrou a semana com um avanço de 1,59%.

Destaques da semana no Ibovespa

Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 0,69%, beneficiado pelo cenário fiscal.

Maiores altas:

CÓDIGONOMEULTVARSEM
IRBR3IRB Brasil ONR$ 52,3620,23%
PCAR3GPA ONR$ 22,1418,33%
MRVE3MRV ONR$ 13,2914,87%
BRFS3BRF ONR$ 10,0813,13%
PETZ3Petz ONR$ 7,2710,65%

Maiores quedas da semana:

CÓDIGONOMEULTVARSEM
AZUL4Azul PNR$ 19,32-11,62%
GOLL4Gol PNR$ 12,00-8,88%
MGLU3Magazine Luiza ONR$ 3,18-5,64%
RDOR3Rede D’Or ONR$ 31,64-3,89%
ABEV3Ambev ONR$ 14,85-3,63%

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.