Segundo um relatório divulgado recentemente pela XP, espera-se que o fenômeno do filme “Barbie” gere uma receita superior a US$ 200 milhões em bilheterias ao redor do mundo durante a semana de estreia.

Nas vitrines dos shoppings em todo o Brasil, a cor rosa tornou-se dominante, especialmente nas lojas Renner (LREN3), C&A (CEAB3) e Riachuelo (GUAR3). Essas empresas se destacaram ao adotar estratégias de comunicação em seus sites, enfatizando a tendência Barbiecore e lançando produtos ou coleções relacionadas à marca Barbie. A C&A também lançou uma coleção que conta com mais de 60 mil peças e 30 modelos diferentes, todos inspirados na icônica boneca cor-de-rosa.

A XP observa que, embora o marketing possa contribuir para o aumento do fluxo de clientes nas lojas de varejo, provavelmente não será suficiente para melhorar significativamente os resultados financeiros as varjistas.

Com o maior movimento nos shoppings, as praças de alimentação e restaurantes também devem experimentar um aumento nas filas de clientes, especialmente o Burger King (ZAMP3), que se destacou ao adotar uma decoração rosa temática da Barbie e lançar o combo Barbie, que inclui um novo lanche com molho rosa sabor defumado, Milk-Shake da Barbie, Donut da Barbie e Batatas fritas do Ken.

A XP conclui que, embora haja um aumento no fluxo de clientes nas lojas de varejo, o impacto geral nas receitas das empresas do setor não será significativo, resultando em um efeito neutro nas ações do mercado.

Veja também:
Fundo Imobiliário XPML11 amplia participação no Shopping Cidade Jardim

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.