Nesta sexta-feira (26), a Americanas (AMER3) foi despejada do shopping Plaza Sul, em São Paulo. Segundo informações do jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a varejista, que está em recuperação judicial, não honrou o pagamento do aluguel da unidade.

De acordo com o jornalista, a 36ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) decidiu que os despejos que foram iniciados antes do processo de recuperação judicial da Americanas não são suspensos pela proteção legal.

A Aliansce Sonae + brMalls, maior administradora de shoppings do Brasil, possui outras oito ações de despejo contra a Americanas, baseadas no mesmo argumento.

Veja o posicionamento na íntegra:

A Americanas informa que a sua loja no Shopping Plaza Sul, em São Paulo, encontra-se fechada atualmente por motivos de litígio oriundo de divergência por parte do shopping sobre o processo de recuperação judicial da companhia. A Americanas está tomando as medidas judiciais cabíveis e reforça que o processo de recuperação judicial a impede de efetuar pagamentos cujo evento de origem seja anterior ao início do pedido realizado, caso dos aluguéis objeto de cobrança para o imóvel em questão.

A Companhia reforça que as demais obrigações estão sendo cumpridas normalmente para pagamentos de evento posterior à RJ, conforme determina a legislação. A Americanas orienta que os clientes continuem adquirindo produtos disponíveis em unidades próximas e também no site e app da marca, com a mesma qualidade de sempre.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.