Na esteira da tendência de obtenção de recursos que surgiu devido à redução da taxa básica de juros, a Selic, mais dois fundos de investimento imobiliário (FIIs) anunciaram a abertura de novas oportunidades de investimento.

Primeiramente, o FII da Mauá Capital (MCCI11) revelou sua intenção de levantar até R$ 416 milhões por meio da emissão de cotas adicionais.

O fundo informou ao mercado que o valor por cota será de R$ 100, incluindo os custos de distribuição. Além disso, a oferta poderá ser expandida em até 25% com a adição de novas cotas, dependendo da demanda por parte dos investidores.

Atualmente, o MCCI11 possui mais de 113 mil participantes. Os gestores planejam destinar os novos recursos para aquisição de ativos que serão incorporados ao portfólio do fundo.

A XP, responsável pela administração do FII, também assumirá o papel de líder na organização dessa operação. No entanto, o fundo ainda não forneceu informações sobre os detalhes do direito de preferência conferido aos investidores existentes.

Por volta das 11h30 desta quarta-feira (9), o MCCI11 estava sendo negociado com uma queda de 0,85%, a um preço de R$ 95,27. No mesmo horário, o IFIX, que é o índice que acompanha o desempenho dos FIIs na B3, apresentava uma leve retração de 0,08%, atingindo 3.214 pontos.

Além do MCCI11, o FATN11 também planeja oferta de ações

Além do Fundo de Investimento Imobiliário (FII) da Mauá, outro FII também entrou na lista daqueles que buscam aumentar seu patrimônio.

Identificado como Athena I (anteriormente chamado de BRC Renda Corporativa, código FATN11), o fundo está planejando realizar uma oferta de novas cotas no valor total de R$ 250 milhões. Esse movimento marca o início da quarta rodada de distribuição de cotas adicionais.

O valor mencionado corresponde à disponibilização de 2,5 milhões de cotas adicionais no mercado, cada uma com um preço unitário de R$ 100. A administração do fundo ficará a cargo da Br Capital, que, de acordo com o comunicado, não autorizou a emissão de novas cotas.

No decorrer desta quarta-feira (09), o fundo está sendo negociado com uma queda de 0,37%, apresentando um valor cotado de R$ 95,27.

Direito de preferência do FATN11

Os investidores que possuem cotas e desejam exercer sua opção prioritária na oferta devem atender aos seguintes critérios:

  • Ter suas cotas totalmente subscritas e integralizadas até o dia 11 de agosto de 2023, que é a data limite para exercer o direito de preferência.
  • Expressar seu interesse através dos seguintes endereços de e-mail: escrituracao@brcapital.com.br e ri@brcapital.com.br, seguindo os prazos e procedimentos determinados pela administração.
  • A oferta de novas cotas requer um montante mínimo de R$ 100 milhões, equivalente a 100 mil cotas. Caso esse valor não seja alcançado, a oferta será cancelada.

A seguir estão as próximas datas relevantes para a oferta:

  • 11/08/2023: Data limite para exercer o Direito de Preferência na B3 e junto ao Administrador/Escriturador.
  • 16/08/2023: Início do exercício do Direito de Preferência na B3 e no Administrador/Escriturador.
  • 16/08/2023: Começo da transferência do Direito de Preferência somente entre cotistas no Administrador/Escriturador.
  • 25/08/2023: Encerramento da transferência do Direito de Preferência somente entre cotistas no Administrador/Escriturador.
  • 28/08/2023: Término do exercício do Direito de Preferência na B3.
  • 29/08/2023: Término do exercício do Direito de Preferência no Administrador/Escriturador.
  • 29/08/2023: Data de liquidação do Direito de Preferência na B3.
  • 29/08/2023: Comunicado do encerramento do Direito de Preferência.
  • 01/09/2023: Início da Oferta Pública conforme a Resolução CVM 160.
  • 28/02/2024: Encerramento da Oferta Pública conforme a Resolução CVM 160.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.