Os contratos futuros de soja e milho negociados na Bolsa de Valores de Chicago (CBOT) registraram quedas acentuadas nesta quarta-feira (31). O mercado tem sido impulsionado por condições climáticas favoráveis nos Estados Unidos, que têm beneficiado o avanço rápido das safras norte-americanas. No entanto, mesmo com o clima favorável, os investidores estão demonstrando aversão ao risco devido às incertezas em torno do pacto de teto da dívida dos EUA.

A incerteza em relação ao destino do pacto de teto da dívida dos EUA está aumentando os níveis de preocupação entre os operadores de mercado. Esse fator de risco adicional tem influenciado a aversão dos investidores ao negociar os grãos no mercado financeiro.

Mesmo com as perspectivas de chuvas benéficas no Meio-Oeste dos EUA em junho, o contrato futuro do milho para julho registrou uma queda de 6 centavos, cotado a US$ 5,88 o bushel. Simultaneamente, por volta das 7h30 (horário de Brasília), os futuros da soja apresentaram uma queda de 14,5 centavos, sendo negociados a US$ 12,82 o bushel.

Desse modo, ainda que o clima favorável nos Estados Unidos seja um fator crucial para o mercado de grãos, o progresso acelerado das safras norte-americanas tem sido precificado pelos investidores, o que resulta em uma queda no valor dos contratos futuros de soja e milho na CBOT.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.