O Relatório Focus do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira (03), revelou que as projeções dos analistas para a inflação e a taxa Selic em 2024 e 2025 continuam em tendência de alta. As estimativas para a evolução do PIB, por outro lado, se mantiveram estáveis na semana.

Essas informações são fundamentais para entender o cenário econômico do país e ajudam a orientar decisões de políticas econômicas, investimentos e planejamentos financeiros.

Inflação

A projeção do IPCA para este ano aumentou de 3,86% para 3,88%. A previsão de inflação para 2025 subiu de 3,75% para 3,77%, enquanto a projeção para 2026 passou de 3,58% para 3,60%. Já para 2027, a estimativa permanece em 3,50% há 48 semanas consecutivas.

PIB

No que tange o Produto Interno Bruto (PIB), a mediana das projeções para 2024 permaneceu em 2,05%. A previsão para 2025 está em 2,0% há 25 semanas consecutivas, e a de 2026 se mantém em 2,0% há 43 semanas. A estimativa para 2027 também está fixada em 2,0% há 45 semanas.

Selic

A projeção para a taxa básica de juros (Selic) voltou a mostrar alta, passando de 10% para 10,25% em 2024. A estimativa para 2025 subiu de 9,0% para 9,18%. Para 2026, a previsão permaneceu em 9,0%, e a taxa esperada para 2027 também se manteve em 9,0%.

Câmbio

No que diz respeito a mediana das projeções para o dólar em 2024, a estimativa permaneceu constante em toda a pesquisa: R$ 5,05 para 2024 e 2025, e R$ 5,10 para 2026 e 2027.

Resultado primário

A estimativa para o resultado primário em 2024 permaneceu no mesmo déficit de -0,70% do PIB observado nas duas últimas semanas. A projeção para 2025 melhorou, passando de -0,63% do PIB para -0,60% do PIB. Para 2026, a estimativa se mantém em -0,50% do PIB há 13 semanas. Já para 2027, a previsão teve uma melhora, passando de um déficit de -0,35% do PIB para -0,30% do PIB.

Dívida pública

Para a dívida líquida do setor público, a projeção para 2024 caiu de 63,80% do PIB para 63,70% do PIB. A estimativa para 2025 permaneceu estacionada em 66,50% do PIB nas últimas quatro semanas. Para 2026, a previsão continuou em 68,30% do PIB, enquanto a dívida prevista para 2027 subiu de 70,55% do PIB para 70,88% do PIB.

Balança comercial

As previsões para a balança comercial do Brasil em 2024 aumentaram de US$ 82 bilhões para US$ 82,26 bilhões, enquanto o saldo positivo estimado para 2025 permaneceu em US$ 78,0 bilhões na última semana. Para 2026, a projeção se manteve estável em US$ 80 bilhões, enquanto para 2027 permaneceu em US$ 85 bilhões.

Gabryella Mendes

Redatora do Melhor Investimento.