Na última semana, a B3 (B3SA3) finalizou a aquisição da Neurotech, uma empresa especializada em soluções de inteligência artificial, machine learning e big data. O negócio recebeu aprovação sem restrições do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Com a aquisição confirmada, a B3 poderá ampliar a sua oferta de produtos de dados e soluções analíticas para o mercado, principalmente nas áreas de crédito, riscos e seguros.

Ana Carla Abrão Costa, vice-presidente de Novos Negócios da B3, declarou em nota que a frente de dados é uma iniciativa com grande potencial de crescimento para a empresa. Segundo ela, a chegada da Neurotech impulsiona a estratégia da B3 em transformar dados em produtos e soluções de alto valor agregado para solucionar problemas reais de seus clientes.

Fundada em 2002, a Neurotech é uma empresa especializada em soluções analíticas para clientes que precisam analisar grandes quantidades de informações estruturadas e não estruturadas em áreas como gestão de crédito, redução de riscos e sinistros, prevenção de fraudes, vendas e marketing. Com mais de 350 funcionários e mais de 150 clientes, a Neurotech é uma das referências do Porto Digital em Recife.

Projeção de desembolsos da B3 

A B3 revisou suas projeções de desembolsos totais para este ano, elevando a estimativa para um valor entre R$ 2,51 bilhões e R$ 2,85 bilhões, em decorrência da conclusão da aquisição da Neurotech.

Essa nova previsão de desembolsos totais foi feita após a operadora da bolsa revisar suas projeções de despesas ajustadas para novas iniciativas e negócios em 2023. Conforme um fato relevante divulgado, as novas projeções situam-se entre R$ 665 milhões e R$ 735 milhões, em contraste com as anteriores que variavam de R$ 595 milhões a R$ 665 milhões.

Veja também:
Azul (AZUL3) reduz prejuízo líquido ajustado em 10%, a R$ 727,6 milhões

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.