Os preços do petróleo registraram um aumento significativo nesta quarta-feira (13), impulsionados pelos ataques a refinarias russas pela Ucrânia, juntamente com sinais de uma demanda robusta e expectativas de cortes nas taxas de juros pelo Federal Reserve

Os preços subiram aproximadamente 2%, com os futuros do petróleo Brent para maio aumentando para 83,59 dólares o barril e o petróleo West Texas Intermediate dos EUA para abril atingindo 79,35 dólares o barril. Os ataques da Ucrânia às refinarias russas, incluindo a maior refinaria de petróleo da Rosneft, provocaram preocupações sobre interrupções na oferta, contribuindo para o aumento dos preços.

Além dos ataques a refinarias russas, sinais de uma demanda forte também impulsionaram os preços do petróleo. Esperanças de cortes nas taxas de juros pelo Federal Reserve, apesar da inflação nos Estados Unidos, foram um fator adicional que influenciou os investidores.

Apesar de os preços do petróleo terem se recuperado, o mercado apresenta uma faixa estreita de negociação acima de 80 dólares nos últimos meses. A persistência dessa faixa de preço sugere uma certa estabilidade, mesmo em meio a eventos geopolíticos significativos.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.