O presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou, em entrevista ao SBT na última segunda-feira (11), sua visão de que a Petrobras (PETR4) não deve considerar apenas seus acionistas, defendendo que os recursos destinados a dividendos sejam direcionados para investimentos.

Lula enfatizou a importância da empresa considerar os 200 milhões de brasileiros como “sócios” e não se deixar influenciar pela pressão do mercado. “Se eu for atender apenas à choradeira do mercado, você não faz nada, porque o mercado, vou contar uma coisa para vocês, o mercado é um rinoceronte, um dinossauro voraz, ele quer tudo para ele e nada para o povo.”

Ele também destacou ter tido conversas com a diretoria da Petrobras para enfatizar a importância de pensar no povo brasileiro.

Além disso, Lula reiterou sua promessa de reduzir os preços dos combustíveis e ressaltou que não vê motivo para equipará-los aos preços internacionais porque, para ele, “nós somos autossuficientes na prospecção de petróleo”.

Entenda a polêmica dos dividendos da Petrobras 

Na semana anterior, foi realizada uma reunião do conselho da Petrobras, onde a empresa optou por reter 100% dos cerca de R$44 bilhões de dividendos extraordinários, referentes ao exercício de 2023, em uma reserva estatutária recém-criada. 

Durante o encontro, apenas a remuneração ordinária foi aprovada pelo colegiado, totalizando R$14,2 bilhões, referentes ao quarto trimestre, resultando em dividendos totais do exercício de 2023 de R$72,4 bilhões.

Com a decisão, o valor de mercado da Petrobras foi impactado, chegando a perder mais de R$55 bilhões.

Após as declarações do presidente Lula, as ações preferenciais da Petrobras que estavam em alta durante o pregão de ontem (11) fecharam com queda de 1,3%, custando 35,65 reais. 

Gabryella Mendes

Redatora do Melhor Investimento.