A PRIO (PRIO3) apresentou nesta segunda-feira (03) resultados operacionais referentes ao mês de março.

No primeiro trimestre de 2023, a empresa registrou uma produção diária total de 61.039 barris de óleo equivalente. Além disso, foram vendidos 7.290.497 de barris no mesmo período.

De acordo com a consultoria D&M, a PRIO possui reservas provadas de petróleo que chegam a 547,3 milhões de barris, um aumento de 132,7 milhões quando comparado ao mesmo período do ano anterior. 

Esse aumento pode ser explicado pelos maiores volumes de reservatórios onde se encontram os poços ODP4 e MUP5, no campo de Frade, e pela produção acima do esperado no poço ABL-134, em Albacora Leste.

PRIO (PRIO3) lucra US$ 189,8 milhões

A PetroRio apresentou lucro de US$ 189,8 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), o que representa um aumento de 19% em relação ao mesmo período de 2021. O resultado, no entanto, ficou abaixo das expectativas do mercado, que esperava um valor de R$ 516,6 milhões.

A receita da companhia no 4T22 foi de US$ 184,5 milhões, uma queda de 42% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Segundo a empresa, esse recuo foi causado pela menor quantidade de barris vendidos no período e pela queda no preço do brent. O valor também ficou abaixo das expectativas do mercado, que esperava uma receita de R$ 1,5 bilhão.

Por outro lado, o lifting cost (custo de extração) atingiu US$ 8,6 por barril no 4T22, o menor já registrado pela empresa e uma queda de 27% em relação ao mesmo período de 2021. Isso indica que a PetroRio conseguiu reduzir seus custos operacionais, o que contribuiu para o aumento do lucro.

Veja também:

Americanas e bancos credores se aproximam de acordo

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.