O índice acionário japonês Nikkei atingiu uma máxima recorde, enquanto o iene se recuperou após o Federal Reserve manter suas perspectivas de afrouxamento nos Estados Unidos, contrastando com a política do Banco do Japão.

O Nikkei marcou um recorde de fechamento de 40.815,66 pontos, com alta de mais de 2% no dia, superando o avanço de 8% do índice mundial da MSCI. Enquanto isso, o dólar teve uma leve queda em relação ao iene, refletindo a reação do mercado às políticas divergentes do Fed e do BOJ.

No cenário internacional, o Federal Reserve optou por manter suas perspectivas de afrouxamento, apesar das recentes leituras de inflação aquecida nos Estados Unidos. Enquanto isso, o Banco do Japão encerrou oito anos de medidas extraordinárias de estímulo com seu primeiro aumento da taxa de juros desde 2007, destacando a diferença nas direções das políticas monetárias dos dois países.

Apesar do aumento da incerteza nos mercados financeiros globais, o presidente do Banco do Japão, Kazuo Ueda, reiterou que a política monetária permanecerá amplamente acomodatícia por enquanto, proporcionando estabilidade aos investidores.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.