O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira (26) que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) registrou 0,57% em abril.

Em comparação com o mês de março, o índice apresentou desaceleração, já que naquele mês o IPCA-15 registrou 0,69%. Além disso, o indicador acumulado em 12 meses também desacelerou, passando de 5,36% para 4,16%. Em abril de 2022, o IPCA-15 havia alcançado 1,73%.

Em abril de 2023, todos os nove grupos pesquisados pelo IBGE apresentaram aumento, sendo o grupo de Transportes o que registrou a maior variação (1,44%). Tal resultado é consequência do aumento nos preços da gasolina (3,47%), que se deu após a reoneração dos impostos federais sobre o combustível, medida essa que vem sendo aplicada desde março.

Saiba mais sobre o IPCA-15

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) é um indicador mensal de inflação. Esse índice é considerado uma prévia da inflação oficial do país, medida pelo IPCA.

A área de cobertura do indicador inclui as regiões metropolitanas de Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e do município de Goiânia.

A metodologia utilizada é idêntica à do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que é a inflação oficial do país. A diferença está apenas no período de coleta dos preços e nas cidades pesquisadas.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.