O Federal Reserve, também conhecido como Fed, o banco central dos Estados Unidos, lançou oficialmente o sistema de pagamentos instantâneos chamado FedNow nesta quinta-feira (20). Anunciado em 2019, o serviço funciona de maneira semelhante ao sistema Pix brasileiro e tem como objetivo agilizar significativamente as transferências de dinheiro dentro do país.

De acordo com o comunicado divulgado pelo banco central americano, nesta primeira fase, o FedNow estará disponível para 35 bancos e cooperativas de crédito, além de uma área específica do Departamento do Tesouro. Essa nova ferramenta permitirá que os usuários realizem transferências de recursos a qualquer momento, todos os dias do ano.

Até o momento, os americanos contavam apenas com um sistema de pagamentos que não funcionava durante o final de semana e poderia levar alguns dias para que o dinheiro estivesse disponível. Embora não haja um prazo definido, os dirigentes do Fed afirmaram que planejam expandir o acesso ao FedNow para todos os cidadãos no futuro.

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, afirmou que o FedNow foi criado para facilitar pagamentos diários de forma mais rápida e conveniente nos próximos anos. Com o aumento da adesão dos bancos a essa nova ferramenta, os benefícios para indivíduos e empresas incluirão a possibilidade de receber um salário imediatamente ou de acessar fundos instantaneamente após o pagamento de uma fatura.

Veja também:
Produção industrial nos EUA cai 0,5% em junho, aponta Fed

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.