A EDP Brasil (ENBR3) anunciou que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou seu registro da oferta pública para aquisição de ações (OPA) da empresa, conforme informado em um comunicado relevante no final de maio.

Como resultado, está previsto que o leilão de ações para retirar a EDP da bolsa ocorra no próximo domingo, 11 de julho. O edital da oferta já está disponível, contendo informações detalhadas sobre o processo e a data do leilão.

O valor total da transação pode atingir R$ 5,7 bilhões, resultado da aquisição de até 240.868.465 ações, correspondendo a 41,45% do capital social total e com direito a voto da empresa. O preço por ação será de R$ 23,73.

A EDP esclareceu que esse valor já foi ajustado pela declaração de dividendos no montante de R$ 152,5 milhões, o equivalente a R$ 0,269366954 por ação, conforme aprovado em Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da empresa.

Motivo da oferta pública de ações da EDP Brasil

A EDP Brasil, empresa controlada pela EDP – Energias de Portugal, recebeu a comunicação de que foi solicitado o registro de uma oferta pública para adquirir todas as ações ordinárias emitidas pela empresa, com exceção das ações detidas pela EDP e aquelas atualmente em tesouraria. 

O objetivo da operação é sair do segmento especial de listagem Novo Mercado da B3 (B3SA3). Com isso, a empresa busca simplificar sua estrutura corporativa e organizacional, proporcionando maior flexibilidade na gestão financeira e operacional de suas atividades no Brasil. Essa ação está alinhada com a estratégia da EDP de focar em energias renováveis e redes elétricas.

Veja também:
Mercado primário e secundário: entenda as diferenças e como investir

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.