O dólar opera em baixa nesta sexta-feira (5), após oscilar nas primeiras horas do pregão, avaliando os dados de desemprego nos Estados Unidos e com a agenda relativamente vazia no Brasil.

Às 14h, a moeda norte-americana caía 1,06%, aos R$ 4,9387. Já na véspera, o dólar fechou estável, subindo 0,01%, aos R$ 4,9922. Com o resultado, a moeda passou a acumular os seguintes números:

– alta de 0,10% na semana e no mês;

– baixa de 5,41% no ano.

Principais fatores que podem causar aumento ou queda do dólar no Brasil

O dólar é a moeda mais negociada no mundo e é utilizada como referência para diversas transações internacionais, incluindo o comércio internacional e os investimentos estrangeiros. No Brasil, o dólar é uma moeda importante e a sua cotação pode afetar diversos setores da economia, desde o turismo até o agronegócio.

Mas afinal, o que pode causar a alta ou queda do dólar no Brasil? Existem diversos fatores que podem influenciar a cotação da moeda americana, vamos conhecer alguns deles:

Instabilidade política e econômica

A instabilidade política e econômica do país também pode influenciar a cotação do dólar no Brasil. Quando há incertezas sobre o futuro da economia e do país, os investidores tendem a buscar moedas mais estáveis, como o dólar. Isso faz com que a demanda pela moeda americana aumente e a sua cotação suba.


Política monetária do Banco Central do Brasil

A política monetária do Banco Central do Brasil é um dos principais fatores que influenciam a cotação do dólar no país. Quando o Banco Central aumenta a taxa de juros, os investidores estrangeiros tendem a investir mais no país, o que aumenta a demanda pela moeda nacional (o real) e faz com que o dólar caia. Por outro lado, quando o Banco Central reduz a taxa de juros, os investidores tendem a retirar seus investimentos do país, o que diminui a demanda pelo real e faz com que o dólar suba.

Fluxo de investimentos estrangeiros

O fluxo de investimentos estrangeiros no Brasil também pode influenciar a cotação do dólar. Quando os investidores estrangeiros investem mais no país, a demanda pelo real aumenta e o dólar tende a cair. Por outro lado, quando os investidores estrangeiros retiram seus investimentos do país, a oferta de dólares no mercado aumenta e a cotação da moeda americana tende a subir.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.