O presidente Luiz Inácio Lula da Silva instruiu a Caixa Econômica Federal a recuar na decisão de impor uma taxa às pessoas jurídicas pelo uso do Pix, de acordo com informações do Broadcast Político. O banco deve anunciar a suspensão definitiva da cobrança nas próximas horas.

Segundo fontes do governo, a ordem foi dada porque a presidente da Caixa, Rita Serrano, não consultou a Casa Civil antes de tomar a decisão. Durante a última reunião ministerial, Lula deixou claro que qualquer mudança de direção ou novas medidas devem ser aprovadas pelo Palácio do Planalto.

A taxação do Pix para pessoas jurídicas é uma prática permitida pelo Banco Central e adotada por outras instituições financeiras. A Caixa anunciou a cobrança na última segunda-feira (19), com a pretensão de implementá-la a partir de 19 de julho.

Desse modo, devido à repercussão negativa, foi determinado que a direção do banco suspenda o anúncio até nova ordem de Lula, que está em viagem pela Europa.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.