O Banco da Amazônia (BASA) está expandindo suas iniciativas para promover a energia solar na região Norte do Brasil, lançando linhas de crédito acessíveis tanto para pessoas físicas quanto para empresas. Esta medida visa não apenas facilitar a instalação de sistemas fotovoltaicos, mas também impulsionar a sustentabilidade e reduzir os custos com energia na região. Segundo a ABSOLAR, a energia solar já representa quase 20% da matriz energética nacional e continua a crescer, com projeções de alcançar 68 GW nos próximos cinco anos.

Apesar do potencial significativo da energia solar na região Norte, há desafios importantes que limitam seu desenvolvimento. Acesso restrito ao financiamento e dificuldades logísticas na entrega de equipamentos são barreiras comuns, podendo resultar em esperas de até seis meses para receber os materiais necessários. Essas dificuldades contrastam com o crescimento mais acelerado do setor em outras partes do país.

O BASA está respondendo a esses desafios oferecendo várias opções de financiamento, incluindo as linhas do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) – Amazônia Empresarial Verde e FNO-Energia Verde. Estas linhas são projetadas para apoiar tanto projetos de microgeração quanto minigeração de energia, tanto em áreas urbanas quanto rurais. Com taxas de juros competitivas e prazos flexíveis, o BASA visa tornar o investimento em energia solar acessível a um público mais amplo.

O processo para obter financiamentos do BASA é projetado para ser acessível e direto. Inclui etapas como cadastro, abertura de conta, avaliação de risco e apresentação de projeto técnico. Os clientes podem simular seus financiamentos através do aplicativo FNO do Banco da Amazônia, explorando opções que incluem prazos de até 12 anos para projetos rurais e a possibilidade de financiar até 100% do valor do projeto.

Investir em energia fotovoltaica não é apenas uma decisão econômica, mas também uma escolha que beneficia o meio ambiente e a comunidade local. Reduzindo a emissão de gases de efeito estufa e diminuindo a dependência de fontes não renováveis, as iniciativas de energia solar promovidas pelo BASA contribuem significativamente para a sustentabilidade ambiental. Além disso, esses projetos têm o potencial de gerar empregos, aumentar a renda local e melhorar a qualidade de vida das comunidades onde são implementados.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.