O fundo imobiliário GGRC11, administrado pela Zagros Capital, anunciou um acordo judicial com a locatária Aethra para encerrar disputas legais relacionadas a aluguéis suspensos. Este acordo, que envolveu dois anos de negociações, marca um passo significativo para ambas as partes envolvidas.

O acordo judicial alcançado entre o GGRC11 e a Aethra prevê o recebimento de 80% dos valores devidos a título de correção monetária dos aluguéis suspensos anteriormente. Isso resultará em um pagamento de R$230.623,97 mil, dividido em duas parcelas iguais de R$115.311,98 nos dias 20/03/2024 e 20/04/2024. Além disso, cada cota do GGRC11 receberá um acréscimo de R$0,0022 em sua receita.

A controvérsia entre as partes remonta a 2020, quando a Aethra entrou com uma ação cautelar para suspender os pagamentos dos aluguéis de março, abril, maio e junho daquele ano. Após uma decisão preliminar favorável à locatária, o GGRC11 recorreu em 2ª instância, buscando garantir o cumprimento das obrigações contratuais da Aethra.

Saiba mais sobre o GGR11

O GGRC11 é um fundo imobiliário de tijolo focado em renda urbana, gerenciado pela Zagros Capital. Com um valor patrimonial de R$1,028 bilhão, o fundo possui uma carteira diversificada de 18 ativos imobiliários, incluindo galpões logísticos e instalações industriais, com contratos de locação atípicos. Este acordo judicial representa um marco na trajetória do GGRC11 e demonstra sua capacidade de resolver disputas de forma eficaz.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.