Após a divulgação de prejuízo bilionário no início da semana, a Light (LIGT3) mostra princípio de recuperação. A empresa de energia  registrou uma alta de 6,67% em suas ações às 16h47 de hoje (30), o que representa uma recuperação parcial das perdas do mês anterior (-17%). 

O movimento se deve em grande parte à possibilidade de uma reestruturação da dívida no valor de quase R$ 11 bilhões, em conjunto com os credores. 

Os detentores de títulos de dívida emitidos no exterior (bonds) foram procurados pelo Moelis & Co, banco de investimento e assessoria financeira norte-americana, para criar um grupo e formalmente negociar com a empresa.

Debenturistas também devem ser procurados para aumentar a representatividade em tal grupo. A Light tem US$ 600 milhões em bonds que vencem em 2026 e pagam juro de 4,375% ao ano. A empresa tem ainda R$ 7,4 bilhões emitidos em debêntures.

A Light encerrou 2022 com prejuízo de pouco mais de R$ 5 bilhões. No acumulado de 2023, as ações da Light apresentaram uma queda de 55%, impulsionada em parte por rumores de um pedido de recuperação judicial em fevereiro, que gerou preocupação no mercado.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.