Você sabe quanto vale o Real Madrid? Para os entusiastas do futebol, não há dúvidas sobre qual é o maior clube do mundo. A resposta costuma estar na ponta da língua: “é o Real Madrid”. Embora as posições seguintes no ranking possam gerar debates, o trono do futebol mundial pertence incontestavelmente ao time espanhol.

Desde o início do século XX, o Real Madrid representa um dos times de futebol mais icônicos e bem-sucedidos da história. Aliás, seu domínio não se restringe apenas nos gramados, visto que também se reflete fora deles. 

Em 2024, o clube espanhol foi novamente coroado como o time de futebol mais valioso do mundo, de acordo com o renomado levantamento anual da revista Forbes. Mas, afinal, o que torna o Real Madrid uma força tão dominante no mundo dos negócios

Pode-se adiantar que a resposta é multifacetada e envolve uma combinação de fatores, desde a história rica em conquistas e a marca globalmente reconhecida até a gestão eficiente e o elenco repleto de estrelas. Neste artigo, o Melhor Investimento aborda estes e outros detalhes que estão por trás do sucesso da equipe merengue. 

História e prestígio do Real Madrid

O prestígio e domínio do Real Madrid no futebol europeu não se restringem apenas às conquistas recentes. A história do gigante espanhol é rica e repleta de glórias. Sua fundação foi seguida pela tradição da prática do futebol trazida à Espanha por proletários ingleses no final do século XIX. 

Em 1902, nascia o clube que levava o nome da capital espanhola. Cerca de 18 anos após sua fundação, o Rei Afonso XIII, concedeu ao clube a honra de ostentar o título de Real que, por sua vez, veio acompanhado da coroa real em seu emblema. Desde o referido marco, o clube passou a ser chamado de Real Madrid Club de Fútbol, nome pelo qual é amplamente conhecido até hoje.

A título de curiosidade, o time merengue foi inspirado no clube amador de Londres Corinthian FC, um dos grandes responsáveis por difundir a prática do futebol no globo. Sua influência, inclusive, impactou fortemente aqui no Brasil, também servindo como inspiração para o Corinthians, um dos times mais famosos do cenário futebolístico nacional

Potencial convertido em taças 

Após receber o título honorífico em 1920, o tradicional clube de Madri levou 12 anos para iniciar sua coleção de troféus de maior expressão. O primeiro deles veio com o campeonato espanhol (La Liga) de 1932. 

Atualmente, o time merengue ostenta um total de 36 taças da La Liga, o que representa uma vantagem de 9 títulos sobre seu maior rival, o Barcelona. A seguir você confere a ampla galeria de taças oficiais do Real Madrid dentro das quatro linhas:

CompetiçãoTítulos
Campeonato Espanhol36
Copa do Rei20
Liga dos Campeões15
Supercopa da Espanha13
Mundial de Clubes8
Supercopa da UEFA5
Liga Europa2
Copa da Liga Espanhola1
Copa Eva Duarte1

Com um total de 97 títulos oficiais, hoje, o Real Madrid se consolida como o maior campeão europeu, seguido pelo Barcelona que detém 94 títulos oficiais. 

Prestígio dividido em eras

É possível destacar quatro eras distintas que sedimentaram a grandeza merengue e o colocaram no panteão dos imortais do futebol:

– Década de 50 e os primeiros super craques: durante os anos 50, o clube dominou o futebol europeu, vencendo de forma consecutiva as 5 primeiras edições da Copa dos Campeões da Europa (atual Liga dos Campeões da UEFA) – entre 1956 a 1960. Essa era foi marcada por um time lendário, apelidado de “Los Blancos”, que contava com craques imortais como Alfredo Di Stéfano, Ferenc Puskás e Francisco Gento. 

Os Galácticos dos anos 2000: no final do último século, o clube apostou na contratação em massa de grandes estrelas do mercado do futebol. Nessa época, o elenco contava com craques de peso como Zinedine Zidane, Ronaldo, David Beckham e Luís Figo. Devido ao alto nível dos jogadores, a equipe recebeu a alcunha de “Galácticos”. Essa era trouxe tanto sucesso comercial quanto esportivo.

– “La Décima” e Cristiano Ronaldo: a década de 2010 foi marcada pela ascensão de Cristiano Ronaldo como um dos maiores jogadores de todos os tempos e pelo domínio absoluto do Real Madrid na Europa. Com o craque português em campo, o clube madrilenho conquistou um recorde histórico de quatro títulos da Liga dos Campeões da UEFA em um período de cinco anos, entre 2014 e 2018, incluindo o 10° título do campeonato, a famosa “La Décima”.  

– Momento atual: mesmo após a saída de Cristiano Ronaldo, o Real Madrid manteve seu domínio no cenário global do futebol. Desde que o português deixou o elenco, o clube conquistou surpreendentemente mais dois títulos da Champions League (2022 e 2024), sagrando-se, inclusive, como o atual campeão. A nova geração do time conta com jovens talentos como Jude Bellingham, e os dois brasileiros Rodrygo e Vinícius Júnior, sendo este último um forte candidato ao título de melhor jogador do mundo. 

Fontes de Receita do Real Madrid

Mais do que um time de futebol, o Real Madrid se tornou uma instituição cultural, um patrimônio da cidade de Madri, e uma referência em diversos setores do mercado, inclusive, em termos financeiros e de gestão

Como o clube de futebol mais valioso do mundo, possui diversas fontes de receita que contribuem para seu expressivo faturamento anual. Conforme dados do Football Money League, da consultoria Deloitte, a maior parte da receita do Real Madrid vem de suas atividades comerciais, 

Tais atividades incluem patrocínios, licenciamentos e vendas de produtos oficiais. Na temporada 2022/23, o clube arrecadou aproximadamente € 403 milhões (R$ 2,3 bilhões) dessa fonte. Entre os principais patrocinadores estão marcas como Adidas, Fly Emirates e HP.

Outras fontes de receita significativas para o clube

Fonte de ReceitaValor (€)Valor (R$)
Direitos de Transmissão€ 306 milhõesR$ 1,7 bilhão
Matchday (Dia de Jogo)€ 122 milhõesR$ 695 milhões

Os direitos de transmissão representam uma parte significativa da receita do Real Madrid, enquanto as receitas de matchday incluem vendas de ingressos, sócios e hospitalidade corporativa. Com a reforma do estádio Santiago Bernabéu, espera-se que essa fonte de receita continue a crescer.

Neste cálculo não se deve deixar de fora o desempenho esportivo do Real Madrid, afinal trata-se da atividade que viabiliza todas as outras fontes de receita. A trajetória do clube em competições como a Liga dos Campeões e a La Liga também contribui para o seu faturamento de forma direta. 

As premiações por vitórias e progressões em torneios também geram cifras expressivas. A título de exemplo, estima-se que durante a última edição da Liga dos Campeões, o Real Madrid acumulou € 85,14 milhões, sendo € 20 milhões provenientes do título conquistado.

Impacto de jogadores estrelas

Foto de Cristiano Ronaldo, em comemoração pelo 10º título da liga dos campeões do Real Madrid
Cristiano Ronaldo; Foto: Divulgação/Getty Images

Os jogadores têm um impacto significativo na marca do Real Madrid, tanto em termos de desempenho esportivo quanto de valor comercial. Nos moldes contemporâneos do futebol, os atletas, além da qualidade técnica também contribuem com todo um background midiático. 

As chegadas de grandes estrelas de renome mundial ao clube, como Cristiano Ronaldo, David Beckham e Zinedine Zidane, atraiu grandes patrocinadores e aumentou significativamente as receitas comerciais do clube. Tal movimento se desenrola em diversas frentes, seja por meio da visibilidade, marketing e valorização da marca, ou via vendas diretas de camisa e ingressos para os jogos

Durante a era dos “Galácticos”, o Real Madrid viu um aumento de 68% em suas receitas entre 2000 e 2005, ultrapassando o Manchester United como o clube mais rico do mundo. A próxima geração, protagonizada por Kaká e Cristiano Ronaldo, o Real tornou-se o primeiro time de futebol a superar a marca de € 400 milhões

Em resumo, a presença de jogadores de alto nível não só melhora o desempenho dentro das quatro linhas, mas também fortalece a marca do clube, aumenta suas receitas, eleva sua cobertura midiática e, consequentemente, expande sua base de fãs global.

Acordos de Patrocínio e Parcerias Comerciais

As atividades comerciais do Real Madrid representam cerca de 44% do faturamento total do clube merengue. Nesta conta, entra uma série de acordos de patrocínio e parcerias comerciais fundamentais para suas receitas

PatrocinadorDescriçãoValor Anual
EmiratesPatrocinadora máster do Real Madrid. € 70 milhões (cerca de R$ 360 milhões)
AdidasFornecedora do material esportivo do clube€ 117 milhões (cerca de R$ 630 milhões) por temporada
HPPatrocinadora que estampa as mangas da camisa do clube€ 70 milhões (cerca de R$ 360 milhões)

O vínculo firmado junto a HP no início de 2024, o Real Madrid passa a contar com dois patrocinadores, além do esportivo, algo inédito na história do clube. Nessas conjunturas, somente em patrocínio, o clube rende € 250 milhões por ano, valor que ultrapassa com folga a marca do bilhão, quando convertido para o real (R$ 1,3 bilhão

Marca e marketing do clube

Além de suas parcerias globais milionárias, o Real Madrid também aposta em outras estratégias de marketing, como: 

  • Engajamento Digital: o clube investe fortemente em plataformas digitais para engajar sua base de fãs global. Isso inclui presença ativa em redes sociais, aplicativos móveis e conteúdo exclusivo para assinantes.
  • Eventos e Experiências: eventos e experiências para os fãs, como tours pelo estádio Santiago Bernabéu e encontros com jogadores, fortalecendo a conexão emocional com a marca.
  • Merchandising: venda de produtos oficiais, como camisas, acessórios e outros itens, é uma fonte importante de receita. A parceria com a Adidas é crucial nesse aspecto, garantindo produtos de alta qualidade e distribuição global.

Estádio Santiago Bernabéu e Infraestrutura

O Estádio Santiago Bernabéu, localizado em Madri, é a casa do Real Madrid e um dos estádios mais icônicos do mundo. Inaugurado em 1947, o estádio que já foi chamado de Nuevo Chamartin passou por várias reformas ao longo dos anos para modernizar suas instalações e aumentar sua capacidade.

Gramado do Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid, time mais valioso do mundo.
Foto: Divulgação/Real Madrid

Dados gerais do estádio: 

  • Nome: Santiago Bernabéu
  • Data de inauguração: 14/12/1947;
  • Nomes alternativos/antigos: Chamartin; Nuevo Chamartin; El Bernabéu;
  • Capacidade: aproximadamente 85.000 espectadores;
  • Tecnologia: equipado com um teto retrátil, um sistema de aquecimento no gramado natural, e ainda passa por reformas que deixará o estádio ainda mais tecnológico;
  • Facilidades: Inclui áreas VIP, restaurantes, lojas oficiais do clube e um museu dedicado à história do Real Madrid.

Afinal, quanto vale o Real Madrid?

Em 2021, o Real Madrid já era considerado o time mais valioso do mundo pela Brand Finance Football 50, com uma avaliação de € 1,27 bilhão (aproximadamente 8,1 bilhões de reais na cotação atual), apesar de uma queda em relação ao valor do ano anterior.

Em 2024, o cenário não muda, mesmo após a compra do Manchester United por um montante de US$ 6,5 bilhões, maior cifra já concedida na compra de um time de futebol (em que o comprador também adquiriu direitos operacionais). 

Conforme a Forbes, pelo terceiro ano consecutivo o Real Madrid é o clube de futebol mais valioso do mundo, com um valor de mercado equivalente a US$ 6,6 bilhões (cerca de R$ 33,8 bilhões). 

Resumo da atual avaliação financeira do Clube

ValorUS$ 6,6 bilhões (R$ 33,8 bilhões)
Variação no ano9%
Proprietários/controladoresSócios do clube
LigaLa Liga Espanhola
Receita operacionalUS$ 76 milhões
Fonte: Forbes

Comparação com outros clubes de futebol

No comparativo com outros gigantes do futebol, o Real Madrid é acompanhado nas primeiras posições pelo Barcelona, entretanto, os demais lugares são ocupados majoritariamente por times ingleses. Em grande parte, isto ocorre por conta do prestígio da Premier League, liga de futebol mais valiosa do mundo. 

ClubeLiga de futebol/PaísValor de mercado (em US$)
1. Real MadridLa liga (Espanha)6,6 bilhões de dólares
2. Manchester UnitedPremier League (Inglaterra) 6,55 bilhões de dólares
3. BarcelonaLa liga (Espanha)5,6 bilhões de dólares
4. LiverpoolPremier League (Inglaterra)5,37 bilhões de dólares
5. Manchester CityPremier League (Inglaterra)5,1 bilhões de dólares
Fonte: Ranking da Forbes

Lucas Machado

Redator do Melhor Investimento e estudante de Psicologia, com mais de dois anos de experiência em redação de artigos relacionados aos mais variados assuntos e campos do saber.