A China está preparada para manter sua taxa referencial de empréstimos em março, conforme indicado por uma pesquisa da Reuters. 

Este movimento surge após a recente decisão do banco central chinês de manter inalterada uma importante taxa de juros, refletindo um período em que a economia demonstra sinais incipientes de recuperação.

A pesquisa, que envolveu 27 observadores do mercado, revelou uma expectativa unânime de que tanto a taxa de empréstimo de um ano quanto a de cinco anos permaneçam inalteradas. 

A decisão vem em um momento em que a economia chinesa continua a se recuperar de desafios recentes, com a taxa de empréstimo de um ano já estabelecida em 3,45%. Por outro lado, a taxa de cinco anos sofreu uma redução histórica em fevereiro, caindo para 3,95%, em uma tentativa de estimular o mercado imobiliário, que enfrentava dificuldades.

A manutenção da taxa de empréstimo este mês reflete a preocupação das autoridades chinesas com a estabilidade econômica, evidenciada também pela decisão anterior de manter a taxa de juros de empréstimo de médio prazo inalterada. 

Essa escolha estratégica visa evitar possíveis pressões adicionais de desvalorização da moeda chinesa, especialmente em um contexto em que o Renminbi mostrou sinais de enfraquecimento em relação ao dólar.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.