A Rede D’Or (RDOR3), uma das maiores redes de hospitais privados do país, divulgou nesta segunda-feira (29) a aprovação da 28ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações. O conselho de administração da empresa aprovou essa iniciativa, que visa captar recursos no montante de R$ 490 milhões.

As debêntures, da espécie quirografária, serão emitidas em série única, seguindo o regime de garantia firma de distribuição. A empresa espera obter recursos líquidos com essa emissão, que serão direcionados para diversos fins corporativos, incluindo o alongamento do perfil de endividamento e a gestão regular de seus negócios.

Com data de vencimento marcada para o dia 25 de maio de 2028, esses títulos representam uma oportunidade de investimento interessante para aqueles que buscam diversificar sua carteira e obter rendimentos a médio prazo. 

Lucro Rede D’Or (RDOR3) 4T22

Sobre o lucro líquido da Rede D’OR (RDOR3) referente ao quarto trimestre de 2022. O resultado foi de R$ 282,5 milhões, o que mostra uma queda de 32,7% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Segundo a empresa, o resultado não inclui o consolidado após a compra da SulAmérica, que foi concluída em dezembro de 2022. 

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de R$ 1,216 bilhão, representando uma queda de 3,6% em relação a 2021. 

A receita líquida de Rede D’Or no último trimestre de 2022 foi de R$ 5,751 bilhões, um avanço de 12% frente ao mesmo período do ano anterior. O resultado financeiro ficou negativo em R$ 701,5 milhões no intervalo, apresentando piora de 51,5% quando comparado ao quarto trimestre de 2021.

Segundo a companhia, a piora no indicador está relacionada “à elevação das taxas de juros, em especial o CDI, que encerrou em 3,25% (vs. 1,84% no quarto trimestre de 2021 e 3,31% no terceiro trimestre de 2022), e ao aumento do endividamento médio”.

Veja também:
O que são debêntures?

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.