O contribuinte que quiser receber a restituição do Imposto de Renda no primeiro lote deve apresentar a declaração até quarta-feira (10). O pagamento do primeiro lote está programado para o dia 31 de maio, que é a data limite para a entrega do IR.

De acordo com a Receita Federal, o pagamento das restituições é realizado seguindo as prioridades legais estabelecidas. Por isso, a recomendação é que os grupos prioritários, como os idosos, entreguem suas declarações até o dia 10 de maio para aumentar as chances de receber o primeiro lote de restituição.

Isso se deve ao fato de que a data de entrega é o critério de desempate entre os grupos. Os contribuintes que têm prioridade incluem idosos com 80 anos ou mais, idosos a partir de 60 anos, pessoas com deficiência ou doença grave e aqueles cuja principal fonte de renda é o magistério.

Os demais lotes de restituição serão pagos nas seguintes datas: segundo lote no dia 30 de junho; terceiro lote no dia 31 de julho; quarto lote no dia 31 de agosto; e quinto e último lote no dia 29 de setembro.

Novidade na restituição do IR

A declaração de Imposto de Renda deste ano apresenta algumas novidades relacionadas à restituição. Quem optar por receber o valor via Pix ou utilizar a declaração pré-preenchida receberá a restituição mais rapidamente, respeitando sempre as prioridades legais. No entanto, a opção de receber via Pix só está disponível para aqueles que informarem a chave do tipo Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) no campo de pagamento da restituição.

Outra mudança importante é a ampliação das informações disponíveis na declaração pré-preenchida. No ano passado, o acesso estava disponível apenas para aqueles que possuíam conta nível prata ou ouro no Portal Gov.br. Agora, o formulário terá mais informações, como imóveis registrados em cartório e criptoativos, o que proporciona mais comodidade e reduz as chances de erros por parte do contribuinte.

Além disso, houve uma mudança em relação à obrigatoriedade da declaração para aqueles que têm investimentos na bolsa de valores. Agora, só aqueles que realizaram vendas de grande valor ou obtiveram lucro (de qualquer valor) nessas aplicações deverão preencher a declaração.

Veja também:

Imposto de Renda 2023: saiba como declarar os seus investimentos
Imposto de Renda: confira o que fazer se cair na malha fina

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.