O Conselho de Administração da Petrobras (PETR4) anunciou hoje (4) a aprovação de um programa de recompra de até 157,8 milhões de ações preferenciais da companhia. O processo terá duração de 12 meses e representa aproximadamente 3,5% do total de ações em circulação, também conhecido como “free float” da empresa.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a estatal esclareceu que o objetivo do programa de recompra é adquirir ações preferenciais de emissão da Petrobras para manter em tesouraria e posteriormente cancelá-las, sem redução do capital social da companhia.

A Petrobras ressaltou que o programa de recompra abrangerá exclusivamente ações preferenciais e será realizado no âmbito de sua atual política de remuneração de acionistas. Ainda de acordo com informações fornecidas pela empresa, atualmente estão em circulação 3.701.760.571 ações ordinárias e 4.566.511.125 ações preferenciais.

O programa de recompra representa uma estratégia adotada pela Petrobras para aprimorar sua estrutura de capital e valorizar os acionistas, proporcionando maior flexibilidade para futuros investimentos e impulsionando a confiança dos investidores na empresa.

Petrobras anuncia pagamento de dividendos de R$ 15 bilhões

O Conselho de Administração da Petrobras anunciou a aprovação do pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) no valor aproximado de R$ 15 bilhões. Esse montante será distribuído entre as ações ordinárias e preferenciais da empresa, resultando em um pagamento de R$ 1,149304 por ação.

A distribuição dos proventos será feita em duas parcelas iguais, cada uma no valor de R$ 0,574652 por ação. A primeira parcela será paga em novembro, enquanto a segunda em dezembro deste ano. Vale destacar que a quantia inclui tanto dividendos como JCP.

Enquanto a segunda parcela é composta exclusivamente por dividendos, a primeira conta com R$ 0,209176 por ação em dividendos e R$ 0,365476 por ação em JCP.

Os pagamentos estão programados para 21 de novembro e 15 de dezembro, respectivamente, para a primeira e segunda parcelas dos proventos.

Para os investidores que possuem ADRs da Petrobras até a data de corte, os valores serão disponibilizados a partir de 30 de novembro de 2023 (primeira parcela) e 22 de dezembro de 2023 (segunda parcela).

Esses proventos são uma antecipação à remuneração aos acionistas referente ao exercício de 2023, sendo calculados com base no balanço de 30 de junho de 2023.

A data de corte para os proventos da Petrobras será em 21 de agosto de 2023 para os detentores de ações da empresa negociadas na B3. Já a “record date” será em 23 de agosto para aqueles que possuem ADRs negociadas na Bolsa de Nova York.

Como resultado dessas transações, as ações da Petrobras serão negociadas como “ex-direitos” na B3 e na Bolsa de Nova York a partir de 22 de agosto.

Veja em detalhes

  • Valor por ação ordinária e preferencial: R$ 0,783828 (dividendos) e R$ 0,365476 (JCP);
  • Data de corte: 21 de agosto de 2023;
  • Data do pagamento: 21 de novembro de 2023 e 15 de dezembro de 2023.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.