A Oncoclínicas (ONCO3) divulgou nesta segunda-feira (10) que assinou um contrato de franquia com o Centro de Tratamento Oncológico de Uberaba (MG) para estabelecer as operações de sua primeira unidade franqueada de tratamento oncológico.

Por meio da subsidiária OC Franquias, a empresa adota uma nova estratégia de crescimento que não requer investimento de capital ou comprometimento de capital de giro, permitindo uma expansão com disciplina financeira.

Através desse novo modelo, a Oncoclínicas compartilha seu conhecimento, sistemas, protocolos e eficiência em suprimentos com clínicas já existentes.

Com a  iniciativa, a Oncoclínicas tem como objetivo proporcionar acesso a práticas e tecnologias avançadas de tratamento do câncer, com o respaldo de uma rede nacional e um corpo clínico especializado.

Resultados da Oncoclínicas (ONCO3) no 1T24

A Oncoclínicas divulgou seus resultados financeiros para o primeiro trimestre de 2024 (1T24), onde registrou um lucro líquido de R$ 19,6 milhões, representando uma redução de 52,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior, principalmente devido a ajustes não recorrentes. Excluindo esses efeitos não-caixa, o lucro líquido ajustado foi de R$ 25,4 milhões.

Por sua vez, o Ebitda ajustado da empresa também apresentou um crescimento significativo, atingindo R$ 1,03 bilhão, um aumento de 26,3% em relação ao ano anterior. Esse resultado reflete uma melhoria notável na eficiência operacional e uma gestão de custos eficaz, apesar de um ambiente desafiador caracterizado por maiores provisões para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) e despesas não operacionais.

Já em relação à receita, a Oncoclínicas registrou um aumento substancial de 16,1% na receita bruta, alcançando R$ 1,6 bilhão no trimestre. A receita líquida também cresceu 12,8%, atingindo R$ 1,45 bilhão, impulsionada pelo aumento do volume de tratamentos e pela expansão contínua em novos mercados.

Gabryella Mendes

Redatora do Melhor Investimento.