No mês de abril, o IRB Brasil (IRBR3) obteve um lucro líquido de R$ 6,1 milhões, revertendo o resultado negativo de R$ 92,7 milhões registrado no mesmo período de 2022, de acordo com os dados divulgados pela resseguradora na quarta-feira à noite (21).

O índice de sinistralidade ficou em 76,5%, em comparação com 103,1% do ano anterior, enquanto os prêmios emitidos totalizaram R$ 412,4 milhões, em comparação com R$ 552,8 milhões em abril do ano passado.

Segundo os analistas do JPMorgan, o valor das ações do IRB está precificando uma recuperação significativa da lucratividade, a qual não é refletida nos números de abril.

Eles destacaram que o lucro líquido implica um retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) de 4%, representando uma piora em relação à média de cerca de R$ 11 milhões por mês reportada no primeiro trimestre após o ajuste.

A equipe do banco norte-americano ressaltou que o principal impacto veio de resultados financeiros mais baixos, o que eles atribuem à valorização do real, que prejudicou a alocação de 43% das reservas técnicas em dólares.

“Se essa tendência persistir, os resultados financeiros devem continuar sob pressão, uma vez que o real se valorizou ainda mais em relação a abril”, afirmaram em relatório aos clientes.

Com o desempenho de abril, o IRB acumulou um lucro líquido de R$ 14,6 milhões nos primeiros quatro meses do ano, em comparação com o prejuízo de R$ 12,2 milhões no mesmo período de 2022.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.