No encerramento do pregão de quinta-feira (4), o Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) registrou sua sexta alta consecutiva, alcançando a máxima do dia com um avanço de 0,4% e atingindo 2.875,33 pontos.

Além do avanço do índice, o IRDM11 – um dos principais fundos de investimentos imobiliários (FIIs) do mercado – também apresentou crescimento, encerrando o pregão com uma alta de 2,42% e alcançando o valor de R$ 80,91.

Veja abaixo o desempenho dos cinco principais fundos do índice, de acordo com o mapeamento do Status Invest:

  • KNIP11: queda de 1,63%, aos R$ 90,13;
  • KNCR11: queda de 2,20%, aos R$ 94,85;
  • HGLG11: variação neutra, aos R$ 162,50;
  • KNRI11: queda de 0,28%, aos R$ 145,45;
  • IRDM11: alta de 2,42%, aos R$ 80,91.

IFIX encerra abril em alta

No final de abril, o IFIX registrou uma alta de 3,52%, atingindo 2.858,23 pontos e marcando o primeiro ganho mensal de 2023.

Depois de meses com dificuldades de desempenho, os FIIs de tijolo tiveram um desempenho significativo em relação aos FIIs de CRIs, que registraram queda. Segundo os analistas do mercado ouvidos pelo Suno Notícias, os FIIs de tijolo “se beneficiaram do fechamento da curva de juros”, após meses de dificuldades de desempenho.

“Entendemos que caso esse cenário se consolide nos próximos meses, não só os fundos de tijolos serão beneficiados como também os fundos de crédito com exposição ao IPCA, que devem apresentar ganhos através da marcação a mercado dos ativos.” afirmaram.

Veja também:
FIIs de “papel” aumentam participação no Ifix; índice opera em alta

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.