A oferta pública para aquisição de ações (OPA) da EDP Brasil (ENBR3) teve a aquisição de 185.169.240 ações, correspondentes a 31,86% do capital social total pela sua controladora, a EDP-Energias de Portugal S.A.

As ações foram adquiridas pelo preço de R$ 23,73 totalizando o valor de R$ 4,4 bilhões.

Com a liquidação do leilão, que deve ocorrer em 14 de julho de 2023, restarão em circulação 55.699.225 ações ordinárias de emissão da companhia, que representam 9,58% do seu capital social total.

“Os acionistas que não alienaram as suas ações durante o leilão e desejarem vendê-las à EDP, poderão fazer isto por meio de negociações no segmento básico da B3, até que seja efetivada a conversão de registro para categoria B, ou em até três meses após o leilão, ou seja, até 11 de outubro, por meio de pedido ao escriturador”, diz a companhia.

Com o leilão, a EDP Portugal passará a deter 510.895.234 ações ordinárias de emissão da companhia, que representam 87,91% do seu capital social total.

O processo de fechamento de capital, ocorre quase 20 anos depois da companhia de energia elétrica ter realizado o IPO no Brasil. Com isso, a EDP terá conversão de registro para a categoria B na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e, consequentemente, a saída do Novo Mercado da B3.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.