Nesta segunda-feira (7), o Banco Central do Brasil (BC) informou que cerca de R$ 7,2 bilhões ainda estão disponíveis para resgate no Sistema de Valores a Receber (SVR), referentes aos dados de junho. 

O SVR é um serviço oferecido pelo Banco Central que permite verificar se pessoas físicas, inclusive aquelas que já faleceram, e empresas possuem algum valor não reclamado em bancos, consórcios ou outras instituições.

Conforme informações do BC, o montante ainda presente no sistema é distribuído da seguinte forma:

  • R$ 5,8 bilhões estão destinados a cerca de 37,1 milhões de CPFs;
  • R$ 1,4 bilhão está disponível para aproximadamente 2,8 milhões de CNPJs.

De acordo com a instituição, espera-se que cerca de 63,1% dos resgates sejam de valores iguais ou inferiores a R$ 10. Vejamos a distribuição em faixas de valores:

  • Entre R$ 0 e R$ 10: corresponde a 63,07% das solicitações de resgate.
  • Entre R$ 10,01 e R$ 100: compreende 24,99% dos resgates.
  • Entre R$ 100,01 e R$ 1.000: representa 10,18% dos resgates.
  • Acima de R$ 1.000,01: equivale a 1,77% das solicitações.

O número de beneficiários, de acordo com a faixa de valor a ser recebida, é o seguinte:

  • Entre R$ 0 e R$ 10: 28.655.390 beneficiários.
  • Entre R$ 10,01 e R$ 100: 11.352.859 beneficiários.
  • Entre R$ 100,01 e R$ 1.000: 4.623.573 beneficiários.
  • Acima de R$ 1.000,01: 802.614 beneficiários.

É importante destacar que, segundo a autarquia, o beneficiário que tem valores a receber em mais de uma faixa é contabilizado mais de uma vez.

Até a última atualização disponível no BC, aproximadamente R$ 4,4 bilhões já foram restituídos até o momento.

Como verificar valores a receber?

Para verificar se você tem direito a receber algum valor, é preciso acessar o site do programa. Lá, você poderá consultar se há dinheiro disponível para saque. 

Além disso, é possível também verificar se existem valores esquecidos de familiares falecidos e solicitar o resgate. Ao acessar o link mencionado, clique na opção “Consulte se tem valores a receber”, insira os dados necessários e clique em “Consultar”.

Como solicitar o resgate dos valores?

Após realizar a consulta e constatar que existem valores a receber, você deve clicar no botão “Acessar o SVR”. Se não houver fila de espera, você será redirecionado para a página de login da Conta gov.br.

Para acessar os valores de pessoa física ou de pessoas falecidas, a sua Conta gov.br deve ser de nível prata ou ouro.

Para acessar os valores de pessoa jurídica, é necessário que a sua Conta gov.br esteja vinculada ao CNPJ da pessoa jurídica (qualquer tipo de vínculo, exceto Colaborador).

Dentro do sistema do Valores a Receber, o consumidor terá 30 minutos para realizar todas as operações. Segundo o BC, esse tempo é suficiente para concluir as atividades, mas é importante estar atento ao relógio localizado no canto superior da tela.

A solicitação do resgate é feita diretamente no sistema do Valores a Receber. Para isso, será necessário:

  • Selecionar uma das chaves Pix disponíveis (campo obrigatório) e fornecer os dados pessoais solicitados.
  • Anotar o número de protocolo fornecido pelo sistema, para entrar em contato com a instituição, caso seja necessário.

De acordo com o Banco Central, mesmo que o consumidor tenha indicado a chave Pix, a instituição poderá realizar a devolução por meio de TED ou DOC para a conta associada à chave Pix selecionada.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.