As companhias aéreas Azul (AZUL3) e Gol (GOLL4) se destacaram por um desempenho negativo em julho entre as ações listadas no Ibovespa, que é o principal índice da bolsa brasileira.

A Gol liderou os registros negativos com uma diminuição de -26,88%, seguida pela Azul, com -19,03%. No entanto, quando considerado o acumulado dos primeiros sete meses do ano, ambas as empresas apresentaram um aumento positivo em seus papéis, com um crescimento de 31,2% para a Gol e 60,76% para a Azul, de acordo com dados fornecidos pelo TradeMap.

Destaques da Gol

A Gol teve um destaque significativo ao divulgar, no dia 27 de julho, seu balanço financeiro referente ao segundo trimestre de 2023. No relatório, a empresa mostrou que conseguiu reverter o prejuízo bilionário de R$ 2,8 bilhões que havia registrado um ano antes, alcançando um lucro líquido de R$ 556,3 milhões. O resultado positivo foi impulsionado por maiores receitas e ganhos cambiais, conforme informado pela companhia.

Em relação às projeções para o futuro, a Gol acredita numa menor capacidade de operação em 2023, justificada principalmente pelo fato de seus clientes corporativos atingirem apenas 75% dos níveis pré-pandemia.

Quanto à alavancagem financeira, a Gol reportou uma relação dívida/Ebitda de 6,7 vezes no segundo trimestre deste ano, uma melhoria em comparação com as 7,9 vezes registradas no primeiro trimestre.

Destaques da Azul

Já a Azul, cujo balanço será conhecido pelo mercado em 10 de agosto, forneceu pistas ao divulgar números preliminares do seu tráfego. A tendência é de forte crescimento, em especial na no setor de cargas.

Notavelmente, o tráfego de passageiros consolidado (RPK) aumentou em 15% em junho, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Além disso, a capacidade (medida pela sigla ASK) registrou um crescimento de 12,6% no mesmo período. O resultado gerou um crescimento de 80,9% taxa de ocupação, em comparação com 79,3% do ano anterior.

Em julho, a Azul emitiu títulos de dívida sênior no valor de US$ 700 milhões, com vencimento em 2028 e rendimento de aproximadamente 12,5% a 12,9%. A empresa pretende utilizar os recursos obtidos para efetuar pagamentos de dívidas pontuais existentes. O balanço financeiro completo da empresa será conhecido pelo mercado em 10 de agosto.

Veja também:
Voa Brasil oferecerá passagens a R$ 200 e pretende disponibilizar 1,5 milhão de bilhetes por mês, diz ministro

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.