A Aura Minerals (AURA33) divulgou nesta terça-feira (18), uma atualização sobre seu plano de exploração e avanços previstos para 2023. A empresa aumentou seu orçamento para o próximo ano, prevendo um investimento entre US$ 22 milhões e US$ 26 milhões, e planeja realizar 110.000 metros adicionais de sondagem diamantada.

Ainda de acordo com o comunicado, a estratégia da Aura para o período de 2023 em diante também envolve esforços para aumentar seus recursos e reservas minerais. Isso será feito através do desenvolvimento de alvos em estágios iniciais, explorando o potencial regional de seus ativos e estabelecendo as bases para futuras expansões na produção.

Os programas planejados pela Aura Minerals para 2023

EPP

O objetivo é aumentar as reservas minerais convertendo recursos medidos e indicados, além de expandir os recursos inferidos, para prolongar a vida útil da mina.

Aranzazu

Serão realizados testes para verificar a continuidade da mineralização no depósito de GH, visando estender sua vida útil. Além disso, serão perfurados novos depósitos em potencial, estabelecendo assim as bases para um possível aumento futuro na produção anual.

Matupá

O foco será avançar nos alvos regionais, com o objetivo de aumentar o estoque de recursos minerais, desenvolvendo depósitos próximos ao depósito de X1, especialmente na região de Serrinhas.

Borborema

O Estudo de Viabilidade está em andamento e os resultados serão divulgados no terceiro trimestre de 2023.

Aura Carajás

Será realizado um programa inicial de exploração no Projeto de Cobre Serra da Estrela, que foi adquirido recentemente. O objetivo desse programa é avaliar o potencial do projeto e estabelecer uma base sólida para um programa de exploração mais focado em 2024.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.