Donald Trump está transformando sua condenação criminal em uma estratégia para aumentar as doações à sua campanha presidencial. O apelo, que se refere a Trump como “prisioneiro político”, foi postado online minutos após um júri considerá-lo culpado das 34 acusações relacionadas a irregularidades de registros contábeis para encobrir pagamentos de suborno a uma atriz pornô.

“Invadiram minha casa, me prenderam, tiraram minha foto na delegacia, E AGORA ME CONDENARAM!”, diz um apelo para arrecadação de fundos. “Antes que o dia acabe, estou convocando DEZ MILHÕES de patriotas pró-Trump a contribuir.”

Impacto nas doações pequenas após condenação de Trump

A campanha de Trump espera que o veredito convença doadores de pequenos valores a doar mais dinheiro. Alguns dos melhores dias de arrecadação de fundos de Trump foram impulsionados por seus problemas legais, incluindo US$ 15,4 milhões nos dias seguintes ao seu indiciamento por acusações de pagamentos de suborno à atriz.

A campanha de Joe Biden tem usado uma estratégia similar para mobilizar doadores. Um post no X (antigo Twitter) dizia: “Só há uma maneira de manter Donald Trump fora do Salão Oval: nas urnas. Doe para nossa campanha hoje.”

Reações dos doadores ricos

O que não está muito claro é como doadores ricos e interesses comerciais reagirão ao veredito. A campanha buscou intensificar eventos de arrecadação de fundos com grandes doadores em abril e maio, na tentativa de captar dinheiro antes de uma decisão do júri que poderia dissuadir os mais ricos de contribuir, de acordo com uma pessoa familiarizada com a campanha.

Shaun Maguire, sócio da Sequoia Capital, que apoiou várias empresas de Elon Musk, disse que doou US$ 300 mil para Trump após o veredito. “O timing não é uma coincidência,” Maguire escreveu em um post no X. “A mídia provavelmente vai me demonizar, como tem feito com tantos outros antes de mim,” escreveu. “Mas, apesar disso, ainda acredito que é a coisa certa a fazer.”

A atitude foi elogiada por David Sacks, outro investidor de venture capital e doador de Trump, que está organizando uma arrecadação de fundos para o ex-presidente em sua casa em São Francisco, em junho.

Sucesso recente na arrecadação de fundos

A operação de arrecadação de fundos para Trump conseguiu várias vitórias nas últimas semanas, incluindo US$ 76 milhões em abril, US$ 25 milhões a mais do que Biden levantou naquele mês. Trump também recebeu o apoio da bilionária Miriam Adelson e do CEO da Blackstone, Steve Schwarzman, dois dos maiores doadores republicanos. Trump arrecadou US$ 40 milhões durante uma visita ao Texas, grande parte dos quais vieram de executivos da indústria de petróleo e gás, incluindo o presidente do conselho da Continental Resources, Harold Hamm.

Financiamento das despesas legais

Trump também busca doadores para financiar suas despesas legais em andamento. O ex-presidente enfrenta outras três acusações criminais, mas que ainda não têm data para julgamento.

Entre as doações de cheques generosos, US$ 5 mil são destinados ao Save America, um comitê de ação política que tem arcado com as despesas legais de Trump, com o restante dividido entre a campanha do ex-presidente, o Comitê Nacional Republicano – que possui uma conta legal específica que ele poderia usar para pagar seus advogados – e os partidos estaduais.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.