A Petrobras (PETR3) divulgou nesta segunda-feira (17) que irá reduzir em 8,1% o preço do gás natural a ser vendido para distribuidoras. A medida entra em vigência a partir do dia 1º de maio.

O ajuste faz parte da atualização trimestral prevista nos contratos com as distribuidoras, que considera as variações no preço do combustível vinculado às oscilações do petróleo Brent e da taxa de câmbio, além do transporte por dutos.

Ainda de acordo com a Petrobras, no trimestre que se encerra em abril, houve uma queda de cerca de 8,7% no preço do petróleo e uma valorização de aproximadamente 1,1% na taxa de câmbio.

A porção do preço do gás relacionada ao seu transporte é atualizada anualmente em maio, baseada na variação do IGP-M, e terá um acréscimo de cerca de 0,2% a partir de maio de 2023.

Preço médio da gasolina subiu na última semana

De acordo com os dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina nos postos de abastecimento teve um aumento de 0,18%, chegando a R$ 5,51 por litro, no período de 9 a 15 de abril.

A alta foi a segunda seguida registrada, porém, o combustível não teve seu preço reajustado pela Petrobras nas refinarias nos últimos 45 dias, desde que sofreu uma redução de 3,9%.

Diesel em queda

Também na semana de 9 a 15 de abril, o custo do diesel teve uma queda de 0,17%, chegando a R$ 5,83. O último reajuste do preço do diesel nas refinarias da estatal ocorreu em 23 de março, quando houve uma redução de 4,5%.

Veja também:
Boletim Focus: PIB recua e projeção de inflação sobe de 5,98% para 6,01%

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.