Na última quarta-feira (19), a Eletrobras (ELET3; ELET6) anunciou a conclusão bem-sucedida de uma captação significativa de recursos, totalizando cerca de R$ 10,9 bilhões. Esse montante foi obtido por meio de diversas operações estratégicas, incluindo uma captação financeira com o Citibank, a emissão de debêntures pela sua subsidiária Chesf e a liquidação de notas comerciais. Essa movimentação financeira surge como parte dos esforços da empresa para fortalecer suas operações e expandir sua presença no setor energético.

Detalhes da captação da Eletrobras com o Citibank

Um dos destaques dessa captação foi o acordo firmado com o Citibank, no qual a Eletrobras levantou R$ 4 bilhões em uma operação financeira no exterior. Esses recursos, com prazo de pagamento de dois anos, visam proporcionar a liquidez necessária para os projetos em andamento e futuros investimentos da empresa.

Além disso, a subsidiária da Eletrobras, Chesf, realizou com sucesso a 3ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, angariando um total de R$ 4,9 bilhões. Essa estratégia de financiamento permitirá à Chesf fortalecer sua posição no mercado e ampliar suas atividades no setor energético, contribuindo para a expansão da matriz elétrica do país.

Emissão de notas comerciais

Para complementar a captação, a Eletrobras também emitiu R$ 2 bilhões em notas comerciais, com um prazo de pagamento de 730 dias corridos a partir da data de emissão. Esses recursos adicionais serão direcionados para diversas iniciativas da empresa, incluindo investimentos em infraestrutura, modernização de ativos e desenvolvimento de novos projetos energéticos.

Detalhes sobre os pagamentos

Os pagamentos relacionados a essas captações serão realizados em parcelas semestrais, começando em 15 de dezembro de 2024 e se estendendo até a data de vencimento, em 15 de junho de 2026. No entanto, a empresa ressalta que, em casos de resgate ou liquidação antecipada, os pagamentos poderão ser ajustados conforme as necessidades financeiras e estratégicas da companhia.

Essa conclusão bem-sucedida da captação de recursos representa um marco importante para a Eletrobras, reforçando sua posição como uma das principais empresas do setor energético no Brasil.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.