Empresários de todo o Brasil estão encontrando alívio financeiro através do programa Desenrola Pequenos Negócios, uma iniciativa que visa ajudar micro e pequenas empresas a renegociarem suas dívidas. Com resultados impressionantes até o momento, o programa está fazendo uma diferença significativa na vida de milhares de empreendedores, especialmente em regiões afetadas por desastres naturais.

Resultado global do programa Desenrola Pequenos Negócios

Desde o lançamento do programa, o volume financeiro total renegociado já ultrapassa a marca de R$ 1,25 bilhão. O destaque vai para o Sudeste, que lidera tanto em número de clientes atendidos quanto em recursos renegociados. Isso demonstra a eficácia e a importância do programa para ajudar empresas a superarem dificuldades financeiras.

A análise por região revela que o Sudeste lidera, seguido de perto pelo Nordeste, Sul, Centro-Oeste e Norte. Essa distribuição reflete a diversidade econômica do país, com diferentes necessidades e desafios em cada região. No nível estadual, São Paulo se destaca como o estado com o maior número de clientes e volume financeiro renegociado, seguido pelo Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Destaque para o Rio Grande do Sul

O estado do Rio Grande do Sul, recentemente afetado por enchentes, viu um grande número de empresários se beneficiarem do programa. Mais de 1,2 mil empresários gaúchos já renegociaram um total de R$ 62 milhões em dívidas, proporcionando um alívio financeiro crucial para essas empresas que enfrentam dificuldades adicionais devido aos desastres naturais.

O sucesso do Desenrola Pequenos Negócios não seria possível sem a participação ativa dos bancos parceiros. Sete grandes instituições, incluindo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, Santander, Sicredi e Mercantil do Brasil, representam a maioria da carteira de crédito de micro e pequenas empresas no país. As condições para aderir ao programa são acessíveis, com empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões e dívidas não quitadas até 23 de janeiro deste ano sendo elegíveis para participar.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.