A União Europeia concedeu aprovação incondicional para a aquisição da rede de telefonia fixa da Telecom Italia pela empresa de investimentos norte-americana KKR. Essa decisão marca um ponto crucial na história da telecomunicação europeia, representando a primeira vez que uma grande operadora de telecomunicações de um grande país europeu opta por se desfazer de sua rede de telefonia fixa.

A venda da rede fixa da Telecom Italia para a KKR abre um precedente significativo no setor de telecomunicações europeu. Essa mudança estratégica pode potencialmente influenciar outras empresas a seguirem o exemplo, gerando uma nova dinâmica competitiva no mercado.

Após uma investigação detalhada, a Comissão Europeia concluiu que a transação não terá um impacto negativo significativo no mercado de serviços de acesso à banda larga por atacado na Itália. Essa análise levou à aprovação do negócio pela UE, destacando a confiança na manutenção de um ambiente competitivo saudável.

Um ponto de atenção na transação é o acordo de serviços principais (MSA) que regerá o relacionamento entre a NetCo (a rede adquirida pela KKR) e a Telecom Italia após a transação. Embora não faça parte integrante do negócio, algumas preocupações foram levantadas por concorrentes, como a Vodafone, em relação a esse contrato.

A rede de telefonia fixa da Telecom Italia é uma infraestrutura robusta, cobrindo quase 89% das residências na Itália, com cabos de fibra e cobre estendendo-se por mais de 23 milhões de quilômetros. A venda dessa rede faz parte de um plano apoiado pelo governo italiano para reduzir a dívida da empresa, marcando um importante capítulo em sua história corporativa.

Julia Peres

Redatora do Melhor Investimento.