O Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) anunciou na segunda-feira (17) o lançamento de uma linha de crédito rural em dólar, com taxa fixa, destinada a produtores que tenham receitas ou contratos em dólar.

De acordo com o divulgado, a medida tem como objetivo contribuir com a ampliação da atualização tecnológica do agronegócio e a expectativa é que essa linha tenha um potencial de crédito superior a R$ 2 bilhões por ano.

O crédito destina-se a aquisição de equipamentos agrícolas de fabricação nacional, para a ampliação da mecanização e atualização tecnológica da frota de tratores e colheitadeiras agrícolas, viabilizando maior produtividade no campo.

Para ter direito ao financiamento, o produtor deve possuir receitas ou contratos em dólar ou atrelados à variação cambial, com limite de crédito nos bancos parceiros. Esses, por sua vez, devem receber nesta terça-feira (18) a circular informando sobre a nova linha.

Para o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, o caminho do setor é altamente promissor, já que foram exportados em 2022 cerca de R$ 159 bilhões. “A força do Brasil na questão ambiental e presença do presidente Lula abrem portas para que surjam mais soluções e mercados sejam abertos”, destacou em nota enviada à imprensa.

“Não queremos transferir risco cambial para o agricultor. É uma condição muito favorável, fixa, que permite planejamento e segurança. Queremos uma agricultura inovadora, digital, de precisão, para reduzir custos e riscos”, disse Mercadante em outro trecho do comunicado.

A linha de crédito recém-lançada pelo BNDES apresentará prazos totais de 25 a 120 meses e período de carência de até 24 meses. Adicionalmente, essa nova opção financeira implicará em um custo final para o produtor rural de cerca de 7,59% ao ano, acrescido de variação cambial.

Equipe MI

Equipe de redatores do portal Melhor Investimento.