A Red Bull, empresa austríaca, concordou em adquirir uma participação minoritária no Leeds United FC como parte de um acordo para se tornar a patrocinadora oficial do time de segunda divisão.

Com uma rede multiclubes de futebol que inclui Red Bull Salzburg, RB Leipzig, Red Bull Bragantino e New York Red Bulls, a Red Bull não planeja alterar o nome do Leeds United para incorporar sua marca, afirmou um porta-voz da equipe. Os detalhes sobre o tamanho e o custo dessa participação ainda não foram divulgados.

Esta transação representa um dos negócios mais significativos desde a reestruturação da gestão da Red Bull após a morte de seu fundador em 2022. Além disso, a empresa adquiriu uma participação majoritária na equipe profissional de ciclismo Bora-Hansgrohe no início deste ano.

Oliver Mintzlaff foi designado CEO de Projetos Corporativos e Investimentos da Red Bull após a morte de Dietrich Mateschitz, o fundador da empresa, em 2022. Mintzlaff, anteriormente, liderou o time de futebol alemão da empresa, o RB Leipzig.

O Leeds United, que recentemente perdeu no play-off de promoção para a Premier League inglesa, é controlado pela 49ers Enterprises, que também é proprietária do San Francisco 49ers, time da NFL. A 49ers Enterprises assumiu o controle do Leeds no ano passado, após adquirir a participação do empresário italiano Andrea Radrizzani.

Desde então, vários investidores minoritários se uniram ao clube, incluindo as estrelas de Hollywood Will Ferrell e Russell Crowe, além dos jogadores de golfe Jordan Spieth e Justin Thomas. No ano passado, a Bloomberg informou que a Ackerley Partners, uma holding privada da família Ackerley que possui participação no Seattle Kraken, também comprou uma participação minoritária.

Para Paraag Marathe, presidente do Leeds United, o consórcio de parceiros de investimento será inestimável para o clube agora e no futuro. Em uma entrevista à Bloomberg, Marathe ressaltou que “não havia opção de controle e nenhum caminho futuro para controle” para a Red Bull.

Leeds United com as contas no vermelho

O Leeds registrou um prejuízo de £ 33,7 milhões (US$ 43 milhões) com receitas de quase £ 190 milhões no ano até junho de 2023, de acordo com os dados mais recentes da Companies House. A equipe enfrentou o rebaixamento da Premier League em 2023.

É comum que grupos industriais e financeiros adquiram participações em clubes de futebol. Empresas como Adidas, Audi e Allianz detêm participações minoritárias no Bayern de Munique, clube da Bundesliga, enquanto a Bayer é a proprietária do Bayer 04 Leverkusen, atual campeão alemão.

Gabryella Mendes

Redatora do Melhor Investimento.